s2 jessica e tiago s2 amor eterno

alessandro e adriano

http://jessicadaianepoesias.blogspot.com/

http://jessicadaianepoesias.blogspot.com/
selinho aos amigos do blog pegue o seu...

Seguidores

Sandra veneziani

19 de jul de 2010

cavalo preto

Vê, cavalo preto, na campina verdejante


agora de tão longe, na paisagem distante,

da pra ver ainda, a árvore de flor amarela...

Sinto que para lá voce quer caminhar,

mas, cavalo preto, hoje só podemos olhar

onde tivemos um dia, eu, voce e ela...



Além do vale, que para muito longe se estende,

voce quer ir correndo, mas não compreende,

que para esse vale, só saudoso olhando estou...

Cavalo preto, não pode perceber minha dor,

é que naquela casa, já não existe mais amor,

no coração dela, nem nossa amizade ficou...



Relinchando, já sei que para lá quer caminhar,

sabe, cavalo preto, nunca mais irá me levar,

naquele rancho, onde é sua morada...

Quero que se acalme, e pare de relinchar,

embora também noto tristeza em seu olhar,

quero que entenda, lá não existe mais nada...



Esse foi um dia, o vale dos meus amores,

agora noto triste que não existe mais flores,

sua casinha, e só um pontinho na escuridão...

Cavalo preto, hoje lá não podemos chegar,

faça a volta, caminharemos com o luar,

iremos de volta, para o nosso vale da solidão.

Um comentário:

  1. Cavalo preto,
    Lá na estância era estimado,
    Andava todo empinado
    Pelos pagos a fandanguear,
    As chinocas debruçadas na janela
    Ficavam de sentinela,
    Só para ver nós dois passar.

    ResponderExcluir